Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

12.9.15

Bibliofilia: "As Vítimas do Furacão Espírito Santo" (2014)

[ 116 ] Filipe S. Fernandes, As Vítimas do Furacão Espírito Santo, Oficina do Livro, 1.ª ed., Novembro 2014 (pp. 213). Não se pode dizer que seja grande literatura, mas é um relato bastante objectivo e cronologicamente ordenado dos factos, não fosse o autor um experiente jornalista especializado na informação económica. Entre as vítimas não estão apenas os mais óbvios, mas muitos daqueles que têm personalidade jurídica como a extinta Portugal Telecom, a Ongoing ou o Benfica. Como em tudo na vida, há vítimas em maior ou menor grau, assim como a responsabilidade também deve ser partilhada em escala. Em tudo o que tem sido dito, reflectido e publicado, parece haver esquecimento ou pouca preocupação com, talvez as maiores vítimas, os trabalhadores da instituição que fazem parte daquele bonito, moderno e sofisticado conceito que são os stakeholders.

Etiquetas: