Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

25.9.16

Ipsis dixit: «Pro captu lectoris habent sua fata libelli»* (210)

 

*«Os livros têm o seu destino de acordo com o poder de compreensão do leitor»
Terentianus Maurus (séc II/III d.C.)

"Um homem que não se sente capaz de impor respeito por si mediante a dignidade interior, tem um medo instintivo de estreitar as suas relações com os subordinados e tenta afastar a crítica com manifestações exteriores de imponência. Os subordinados, vendo só este lado exterior, insultuoso para eles, não pressupõem, na maioria das vezes injustamente, que por trás dele talvez haja qualquer coisa melhor." (p. 112)

Lev Tolstói, "Sevastópol Em Agosto de 1855", Contos de Guerra

Etiquetas: