Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

25.4.17

Bibliofilia: "Novela de Xadrez" (1942)


[ 128 ] Stefan Zweig, Novela de Xadrez (1942), Livros do Brasil / Porto Editora, 1.ª ed. Março 2017 (pp. 100). No prólogo há alusão a esta obra como a derradeira antes do suicidio do autor. E um elogio em carta ao Brasil que o acolheu. Durante uma viagem de barco de Nova Iorque para Buenos Aires, alguns passageiros descobrem a bordo o campeão do mundo de xadrez, outrora um simples e limitado filho de barqueiro na Eslávia do Sul, Mirko Czentovic, e o ambicioso self-made man e engenheiro civil McConnor desafia de imediato o narrador a defrontá-lo. Quando a narrativa se parece encaminhar para a vida do profissional campesino e as técnicas do jogo, surge a personagem que moldará a história. Dr. B. relata como a tragédia do regime nazi e o acaso o conduziu a encontrar a sobrevivência nesse jogo de demorada concentração mental. Ideal para quem mastiga o tempo.

Etiquetas: