Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

22.7.17

Momentum: "Carpe Diem " (1 307)


Teresa Leal Coelho revela a insegurança de uma segunda escolha, ou de uma candidata autárquica de recurso, ou ainda de alguém que, contrariada, deve lealdade ao líder. Ao confundir o nome da primeira escolha com o do líder e ter resolvido fazer uma piada para ultrapassar a gaffe, revelou a sua manifesta falta de jeito e pouco talento para o humor, quando o mais genuíno, autêntico e natural, seria um subtil pedido de desculpa pelo lapso e avançasse. As televisões sempre ávidas do supérfluo, fútil e vácuo, ampliaram o engano. O nervosismo de falar em público não pode ser atenuante numa parlamentar habituada ao hemiciclo, a comissões de inquérito e com presença assídua nas televisões. Nem pode ceder à pressão de uma importante candidatura alguém que ocupa o lugar de vice-presidente do partido. Só a insegurança de uma segunda escolha justifica o comportamento pouco à vontade. E vai ser difícil disfarçá-lo, sobretudo quando o principal adversário na corrida eleitoral abusa estrategicamente da condescendência para com ela.

Etiquetas: